Postada em 15 de Agosto de 2015 às 10h53min

“Poder de barganha” na busca por emprego cai 32%

Por Estadão

O desaquecimento do mercado de trabalho nos 12 meses encerrados em junho diminuiu em 32,8% o poder de barganha dos candidatos a uma vaga no momento da negociação salarial. Esta é a conclusão do levantamento mensal feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com base em dados da Catho, empresa de recrutamento online.

O Índice Catho-Fipe de vagas por candidato caiu de 482 em junho de 2014 para 324 pontos em junho de 2015, o menor nível desde dezembro de 2011 (308,7). O recuo de 32,8% na comparação anual é o mais intenso desde a crise de 2009.

Este indicador mede a relação entre o total de vagas disponíveis e o número de pessoas que efetivamente buscam um emprego, tanto os desempregados como aqueles que declaram estar à procura de um emprego. Segundo a Fipe, por haver menos vagas disponíveis, os candidatos têm menor poder de barganha e tendem a aceitar salários menores.

Observando a série histórica do indicador, no entanto, mesmo com a retração registrada nos últimos meses, os 324 pontos revelam que havia, em junho de 2015, 3,24 vezes mais vagas abertas por candidato do que em março de 2004 (início da série histórica). ‘Desde o começo de 2014, no entanto, o indicador Catho-Fipe de Vagas por Candidato começou a apresentar quedas consecutivas‘, diz o relatório conjunta da Fipe e da Catho.

Ajudam a explicar este cenário de retração outros dois indicadores calculados pelas instituições. A taxa de novas vacâncias, por exemplo, caiu 15,0% em junho na comparação anual. O índice mede a relação entre o número de novas vagas de emprego e o total de pessoas capazes de atuar no mercado de trabalho, a chamada População Economicamente Ativa (PEA). ‘Em junho de 2015, a taxa de novas vacâncias atingiu a marca de 179, ficando 6,0% abaixo do resultado registrado em maio. Esse é o menor índice de taxa de novas vacâncias desde fevereiro de 2012‘, diz a nota.

O número de vagas ofertadas também apresenta trajetória decrescente. Em julho, o recuo foi de 18,4% no total de novas vagas abertas na comparação com o mesmo mês de 2014. ‘Com esse resultado, chega-se ao 13º mês consecutivo de queda na geração de vagas na base de comparação anual‘.

O Índice Catho-Fipe de Vagas por Candidato é montado por meio da divisão do Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de Emprego por dados da procura por emprego da pesquisa mensal de emprego (PME) do IBGE.