Postada em 20 de Outubro de 2016 às 08h35min

Izaura não aceita a derrota e tenta melar reeleição de Asiel

Foram 131 votos de diferença.

Por Clique Noticias

Ainda sem assimilar a derrota sofrida nas urnas da eleição municipal de 02 de outubro passado a ex-prefeita e candidata a Prefeitura de Alta Floresta, Maria Izaura (PDT) pretende entrar na Justiça Eleitoral contra o médico e prefeito reeleito, Asiel Bezerra de Araújo (PMDB), na tentativa de impugnar o pleito eleitoral do município ou mesmo impedir a diplomação do peemedebista.


Reeleito com 11.759 votos, ou seja, com 44.56 por cento dos votos bons de Alta Floresta contra 11.628 votos da candidata do PDT (44.06%), Maria Izaura não digeriu a derrota, por isso ela e seu grupo político, que comandou Alta Floresta por longos 08 anos, engessando o crescimento e desenvolvimento do município, ainda pensa e tenta em permanecer no poder na região. Para isso, ela já procurou uma banca de advogados ligada à família Poças com larga experiência na área eleitoral em Cuiabá com o fito de anular a eleição em Alta Floresta ou mesmo impedir a diplomação do prefeito reeleito Asiel Bezerra.

A nossa reportagem procurou pela banca de advogados para confirmar a informação, mas sem sucesso. 

Quanto ao prefeito Asiel, ele disse que está tranquilo e se sua reeleição for contestada na Justiça Eleitoral garante que vai recorrer. “Fizemos uma eleição limpa! Sem esquemas e sem trapaças. Sempre mostrando ao nosso eleitor uma gama de serviços nunca vistos ou prestados no município, seja na Educação, Saúde com a construção de oito 
Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), em Obras, com mais de 200 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica na cidade. Isso sem falar na recuperação e melhoria da nossa malha viária da zona rural. Por tudo isso que logramos êxito nessa eleição. O povo soube reconhecer quem realmente trabalha em benefício da população de Alta Floresta. Foi uma eleição apertada, mas a população escolheu o melhor para o município. Agora vamos trabalhar com mais vontade para elevar a qualidade de vida do cidadão altaflorestense!”, assinalou Asiel.