Postada em 27 de Outubro de 2016 às 10h41min

Dida Pires quer a presidência da Câmara

Outros parlamentares também buscam apoio

Por Só Notícias/Editoria
Foto: assessoria

O vereador reeleito Dida Pires (PPS) admitiu que poderá disputar a presidência do legislativo. Ele inicia, em janeiro, o quinto mandato consecutivo e já presidiu a câmara entre 2009/10. Dida e Mequiel Ferreira (PT) foram eleitos por chapa independente, que não teve candidato a prefeito. A coligação do prefeito reeleito, Asiel Bezerra (PMDB) elegeu 5 dos 13. A coligação da candidata Maria Izaura (PDT) elegeu 4 parlamentares. Dois vereadores foram da coligação do candidato Edinho Paiva. 

Dida disse, ao Só Notícias, que pretende se reunir com o prefeito reeleito, Asiel Bezerra (PMDB), para buscar maior aproximação e também conversar sobre a eleição da mesa diretora. Nos bastidores, circula que, da base aliada de Asiel, o atual presidente Eloi Crestani, que se reelegeu, e os vereadores Luiz Carlos Queiros e Emerson Machado (ex-presidente) também estariam se articulando em busca de apoio para disputar a presidência.

"Já conversei com alguns vereadores, de forma tranquila, que se eu for presidente vamos atuar de forma independe e harmônica com a prefeitura. Estamos iniciando o diálogo. Coloquei meu nome para o grupo como opção pela experiência que tenho e o bom relacionamento com o governo, será positivo para Alta Floresta. Posso disputar se não houver embates e disputa acirrada. É preciso paz na câmara", afirmou.

"Conheço a fundo o legislativo. Quando fui presidente, pagamos salários atrasados e as dívidas deixadas pela gestão antrior que passavam de R$ 500 mil. Fui primeiro presidente a devolver recursos para a prefeitura. Hoje, tenho sintonia boa com o governo e defendo que os deputados estaduais de Alta Floresta também tenham mais sintonia conosco e o governo para encaminharmos mais soluções para o nosso município", concluiu.