Clique Notícias - A Notícia em 1 Clique!

Garota de programa, empresária e marido de juíza eram grampeados

O médico de AF, Sergio Dezaneti era chamado de vulgo "Sergito".

29 Mai 2017 às 09:31
G1 MT
Foto: Ilustrativa

Uma garota de programa, uma empresária e quatro médicos, incluindo um que é casado com uma juíza, constam de mais uma lista de pessoas cujas ligações foram grampeadas pela Polícia Militar numa suposta investigação sobre tráfico de drogas. A ‘nova’ relação está inserida numa decisão judicial de outubro de 2015 que autoriza as interceptações telefônicas. No total, são 43 números, sendo que 19 já tinham sido monitorados. Outras determinações tinham permitido que fossem alvo do esquema políticos de oposição ao governo, advogados e jornalistas.

Os nomes foram sendo inteceptados a pedido do cabo Gerson Luiz Ferreira Correa Junior, sob a justificativa de que seriam pessoas envolvidas com tráfico de drogas e armas na região de Cáceres. O Núcleo de Inteligência, conforme esse policial, estaria investigando a suspeita de que um então tenente-coronel e um sargento estariam cometendo esses crimes.

A empresária Ana Karine Roder aparece na lista como “Márcio Cavalhada”. Procurada, ela disse que não sabia que estava com o telefone grampeado e disse que vai acionar um advogado para saber quais providências tomar. Uma garota de programa, que não quis se identificar, está na lista como “Juliano Albuquerque de Almeida”. Esse nome também foi usado para outros quatro números de telefone, sendo que um deles pertence a um tenente da PM em Barra do Garças.

Os números repetidos de telefones grampeados foram identificados com outros nomes em relação às listas anteriores. O do desembargador José Ferreira Leite, por exemplo, que já havia sido chamado de “Capanga Fazenda Grandene”, desta vez aparece como “Sargento Wilson”.

O médico Sérgio Dezanetti, que na lista anterior era o “Vulgo Sergito”, agora é “Marcelo Duarte”, mesmo nome para se referir ao médico Luciano Florisbelo da Silva. Outros dois médicos, que são sócios de Dezanetti e Silva numa empresa de serviços de saúde, também aparecem de forma repetida nessa relação. Hélio de Lima Júnior e Paullineli Martins são identificados como “Rubão de Tal”, enquanto na anterior os dois eram “Nelinho”.

O esquema de grampos da PM levou à prisão preventiva, nesta semana, do cabo Gerson – que estava lotado na Casa Militar – e do coronel Zaqueu Barbosa, que foi comandante da corporação em 2015.

A Procuradoria-Geral da República, acionada pelo ex-secretário de Segurança Mauro Zaque, que ocupou o posto em 2015, abriu investigação para saber se o governador Pedro Taques (PSDB) tinha conhecimento do caso. A PGR quer descobrir ainda quem ordenou as interceptações telefônicas. Zaque, que é promotor de Justiça, afirma que alertou o chefe do Executivo municipal do esquema.

Taques nega ter conhecimento do crime e acusa o ex-secretário de ter fraudado o documento apresentado como prova à PGR de que o governador havia sido avisado.

Investigações

A PM instaurou uma apuração interna para apurar o caso. O Inquérito Policial Militar deve ficar sob a responsabilidade do coronel da reserva Jorge Catarino Morais Ribeiro, convocado pelo governo em substituição ao também coronel da reserva Denézio Pio da Silva, que se declarou impedido para a função por ser advogado de Zaqueu Barbosa em um processo contra o estado.

A Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz) também abriu inquérito para investigar o crime. O Tribunal de Justiça de Mato Grosso também investiga o caso internamente.


26 deputados investigados em diferentes esquemas disputam eleições em MT

Dos 20 deputados estaduais que buscam a reeleição, todos já tiveram os nomes...

Vídeos [tvnativa.com.br]

Indeco doa terreno para construção de presidio em Alta Floresta

Moradores de Nova Guarita pedem reconstrução de ponte em rodovia estadual

Grave acidente na MT-208 mata motociclista

Dia do Índio: Localizador de povos indígenas fala sobre documentário

Veja mais [ver todas]

Política | 22 de Fevereiro de 2019 às 07h46min

Mourão diz que só vê confronto com Venezuela se Brasil for atacado: 'Mas Maduro não é...

A última quinta-feira foi um dia movimentado para o vice-presidente, Hamilton Mourão. No Anexo II do Palácio do...

Polícia | 22 de Fevereiro de 2019 às 07h42min

Vídeo: Criminoso que manteve reféns em loja fez live no Facebook

L.L.M.A, 17 anos, um dos criminosos que invadiram a loja Novo Mundo, no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, e manteve...

Polícia | 22 de Fevereiro de 2019 às 07h41min

Fazendeiro se entrega à polícia, confessa ter matado engenheiro e jogado arma em lata de...

O fazendeiro Paulo Faruk de Moraes se entregou à polícia, nesta quinta-feira (21), em Juara, a 690 km de Cuiabá, e...

Gerais | 22 de Fevereiro de 2019 às 07h38min

Alta Floresta: Justiça Eleitoral começa instalação de equipamentos na câmara para...

A equipe técnica da Justiça Eleitoral iniciou na manhã de ontem quarta-feira (20) a instalação dos equipamentos na...

Polícia | 22 de Fevereiro de 2019 às 07h37min

PRF apreende 22 quilos de maconha em ônibus que iria para Alta Floresta

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 22 quilos de maconha, nesta quarta-feira, no quilômetro 612 da BR-163, em...

Veja mais
Mais lidas
1
Fazendeiro se entrega à polícia, confessa ter matado engenheiro e jogado arma em lata de...
2
PRF apreende 22 quilos de maconha em ônibus que iria para Alta Floresta
3
Vídeo: Criminoso que manteve reféns em loja fez live no Facebook
4
Alta Floresta: Justiça Eleitoral começa instalação de equipamentos na câmara para...
5
Mourão diz que só vê confronto com Venezuela se Brasil for atacado: 'Mas Maduro não é...