Clique Notícias - A Notícia em 1 Clique!
Dólar Hoje Dólar Hoje

°

Deputado apresenta projeto de lei para que apenas casais héteros possam adotar

deputado federal Victório Galli (PSL) apresentou um projeto de lei que propõe alterar o artigo 42 da Lei 8.069/1990 - Estatuto da Criança e do...

02 Abr 2018 às 14:43
RD News

deputado federal Victório Galli (PSL) apresentou um projeto de lei que propõe alterar o artigo 42 da Lei 8.069/1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O parlamentar, conhecido por ter uma postura extremamente conservadora, quer que apenas casais formados por homem e mulher possam adotar.

A justificativa é que uma criança criada por casal do mesmo sexo pode não ter segurança emocional ou psicológica. “É preciso lutarmos de todas as formas legais para manter as crianças próximas ao casal tradicional homem e mulher”, declara.

Atualmente, o artigo 42 do ECA estabelece que podem adotar os maiores de 18 anos, independentemente do estado civil. “Como é que uma criança vai viver numa casa que tem dois machos e um fazendo papel de mulher? Que construção psicológica essa criança vai ter? Ou do outro lado, duas mulheres criando uma criança e uma fazendo papel de macho? Você chama isso de evolução? A sociedade está involuindo”, questiona, em entrevista ao RD News.

O parlamentar defende que “qualquer família, por mais desorganizada que seja, tendo um homem fazendo papel de pai e uma mulher fazendo o papel de mãe, a formação psicológica é outra”. 

O Projeto de Lei 9906/2018, apresentado no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, no último dia 27, também pretende acrescentar um dispositivo ao Estatuto: isentar do pagamento do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) o casal (composto por homem e mulher) que adotar o menor até ua maioridade de 21 anos desde que este não emancipe.

“Não há duvida do prejuízo psicológico da criança que se submete a criação de pais e mães de mesmo sexo. Deus fez o homem e a mulher e através deles sua descendência. Não há descendência entre homem e homem ou mulher e mulher!”, continua o deputado na justificativa do projeto.

Para Galli, a criança adotada deve receber proteção da família formada por homem e mulher, pois isso irá determinar sua pessoalidade e visão de mundo. Ele argumenta que a proposição objetiva os direitos fundamentais inerentes à pessoa adotada, sem prejuízo da proteção do Estado ou por outros meios, “a fim de facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade”.

Com relação à isenção do imposto, a alegação do parlamentar é que isso motivará os casais a adotar “aquelas pessoas que mais precisam de um lar para viver, sendo justo e salutar o poder público retribuir e contribuir para o fortalecimento do convívio social dos adotados”.


26 deputados investigados em diferentes esquemas disputam eleições em MT

Dos 20 deputados estaduais que buscam a reeleição, todos já tiveram os nomes...

Vídeos [tvnativa.com.br]

Indeco doa terreno para construção de presidio em Alta Floresta

Moradores de Nova Guarita pedem reconstrução de ponte em rodovia estadual

Grave acidente na MT-208 mata motociclista

Dia do Índio: Localizador de povos indígenas fala sobre documentário

Veja mais [ver todas]

MEMBROS DE FACCÃO CRIMINOSA | 04 de Dezembro de 2018 às 09h02min

Quase meio tonelada de maconha é apreendida em Sinop

Polícia flagrou a entrega de parte da droga às margens da MT-140

OPERAÇÃO SANGRIA | 04 de Dezembro de 2018 às 08h47min

Defaz deflagra operação contra envolvidos em fraudes na prestação de serviços hospitalar

A informação é que pelo menos 30 mandados estão sendo cumpridos na manhã desta terça-feira (04).

Gerais | 14 de Setembro de 2018 às 08h24min

Mais de 40 municípios do Mato Grosso não atingiram meta de vacinação contra pólio e...

Campanha nacional de vacinação termina hoje, sexta-feira (14)

Gerais | 14 de Setembro de 2018 às 08h06min

Solidariedade: Rota 2018 promove reunião musical em prol ao artista Paulo Paulinho

O artista está passando por tratamento médico

Esportes | 14 de Setembro de 2018 às 08h03min

Superação: Tenista altaflorestense é campeão da 9ª etapa do estadual

Julio foi campeão na categoria 16 anos e vibrou com a conquista

Veja mais
Mais lidas