Clique Notícias - A Notícia em 1 Clique!

Fator humano é o que mais contribui para os acidentes de trânsito em MT, alerta Politec

A conduta de risco mais frequente foi a falta de habilitação

27 Mai 2019 às 10:58
Tita Mara Teixeira / Politec-MT
Noticia Exata

No ano de 2018, 1.055 laudos periciais de acidentes de trânsito classificados como atropelamentos, saída de pista, colisão em cruzamentos, invasão de faixa, dentre outros, foram concluídos pela Perícia Oficial e Identificação Técnica em Mato Grosso. A atuação da Politec se enquadra em acidentes de trânsito com vítimas fatais, lesões graves ou dano a viaturas.

Nesse cenário, o fator humano, relacionado ao comportamento das pessoas no tráfego é considerado o elemento que mais contribui para os acidentes de trânsito, como aponta o perito oficial criminal Henrique Praeiro Carvalho, da Gerência de Perícias de Crimes de Trânsito da Politec.

Um levantamento da Comissão de Coleta, Análise de Dados e Gestão da Informação de Acidentes de Trânsito de Cuiabá vinculada ao Projeto Vida no Trânsito, através da integração dos bancos de dados da Saúde e da Segurança Pública, revela que no ano passado houve um crescimento de 20% na violência no trânsito de Cuiabá, em relação ao ano anterior.

“Para exemplificação, elencam-se os seguintes fatores humanos: trafegar com velocidades que estão acima dos limites máximos e seguros para as vias, realizar travessia, ultrapassagem e trafegar em locais não permitidos, não atender às prioridades de tráfego entre as vias, não trafegar com a devida atenção (por situação física ou psicológica). Vale lembrar que os outros fatores são: o meio, representado pelas condições das vias de tráfegos, e a máquina, representada pelos veículos’’, analisou Praeiro.

Ainda segundo o estudo, em Cuiabá, do total de acidentes registrados em 2018, aproximadamente 83% ocorreram no perímetro urbano, em “vias expressas”, sendo, no período analisado, o excesso de velocidade o fator de risco que mais contribuiu para os acidentes fatais em Cuiabá, seguido por condução sob efeito de álcool. A conduta de risco mais frequente foi a falta de habilitação.

Manter-se atualizado acerca das legislações no trânsito e respeitar a sinalização é fundamental para a redução desses índices, alerta o perito oficial criminal que atua na Gerência de Perícias de Crimes de Trânsito da Politec, Lino Leite de Almeida. “Todos nós podemos contribuir para a promoção de um trânsito mais seguro com atenção e educação, e melhor acesso à informação sobre as regras no trânsito e as causas e consequências das infrações, por parte do poder público. Devemos ter a consciência de colocar em prática a responsabilidade de cada um, como define o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em que o condutor do veículo maior deve zelar pela segurança do veículo menor e pelos pedestres”, citou Almeida.

As condutas e os deveres de todos os indivíduos que participam do trânsito estão previstas no CTB, que é um documento legal que estabelece as normas, infrações e penalidades para os diversos usuários do Sistema Nacional de Trânsito. “É necessária a conscientização de todos indivíduos que fazem parte de trânsito. Isto pode ser feito com campanhas educativas, com reciclagem dos condutores, com avaliações mais rigorosas para a obtenção de habilitações, com leis mais severas e com mais fiscalizações’’, salientou Henrique.

Maio Amarelo

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apoia a o movimento “Maio Amarelo”, que nasceu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A Assembleia-Geral das Nações Unidas editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”.

O documento foi elaborado com base em um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas.



Mulher é ameaçada pelo ex no Jardim Primavera

Segundo a vítima, o ex pulou o muro e invadiu sua residência

Vídeos [tvnativa.com.br]

Indeco doa terreno para construção de presidio em Alta Floresta

Moradores de Nova Guarita pedem reconstrução de ponte em rodovia estadual

Grave acidente na MT-208 mata motociclista

Dia do Índio: Localizador de povos indígenas fala sobre documentário

Veja mais [ver todas]

Gerais | 17 de Junho de 2019 às 11h53min

Filhote de espécie rara de onça encontrada em Paranaíta tem quadro de cegueira e...

Segundo os pesquisadores, a espécie está ameaçada de extinção

Esportes | 17 de Junho de 2019 às 11h42min

Corredores de Juara dominam os 5KM de Alta Floresta

Pela segunda vez nesse 1º semestre o município de Alta Floresta sediou um evento de corrida de rua. O fato, agradou os...

Polícia | 17 de Junho de 2019 às 11h37min

Jardim Araras: Bar volta a ser furtado e dois são detidos pela PM

A vítima, uma mulher de 52 anos registrou o furto na Central de Operações da Policia Militar na manhã de ontem,...

Gerais | 17 de Junho de 2019 às 07h57min

Programa Saúde na Escola capacita turmas do Jovem Aprendiz da Escola SECITEC em Alta Floresta

A Secretaria de Saúde de Alta Floresta, através do Programa Saúde na Escola – PSE, aplicou no dia 13/06/2019...

Gerais | 13 de Junho de 2019 às 11h03min

Alta Floresta recebe Sorriso, Nova Ubiratã e Claudia pela 3ª fase da Copa Centro América de...

O final de semana será de jogos validos pela 3ª fase da 20º Copa Centro América de Futsal, e mais uma vez, o Ginásio...

Veja mais
Mais lidas
1
Jardim Araras: Bar volta a ser furtado e dois são detidos pela PM
2
Programa Saúde na Escola capacita turmas do Jovem Aprendiz da Escola SECITEC em Alta Floresta
3
Filhote de espécie rara de onça encontrada em Paranaíta tem quadro de cegueira e...
4
Corredores de Juara dominam os 5KM de Alta Floresta